Daniel veio da Colômbia. Hermes foi para os EUA

DANIEL BARROS

Idade: 20 anos

Cidade e país de origem: Cali, Colômbia

Começou o intercâmbio em: janeiro de 2016

Data de retorno ao seu país: dezembro de 2016

Curso que faz na universidade de origem: Engenharia Industrial, na Universidad Autónoma de Occidente, em Cali

Curso que faz na FAAP: Engenharia de Produção

1. Como o intercâmbio complementa o seu curso?
Estudo Engenharia Industrial na Colômbia e vim fazer o curso Engenharia de Produção no Brasil. O que foi ótimo, porque consegui conhecer como a gestão das indústrias funciona e entender como os engenheiros daqui trabalham. Aprender o português também vai abrir muitas portas na minha carreira.

2. Você recomendaria o programa de intercâmbio da FAAP aos seus amigos?
Claro. É uma oportunidade de amadurecer em pouco tempo. Hoje tomo minhas próprias decisões sem ajuda e tenho mais responsabilidades. Além disso, a bagagem cultural que a gente cria é enorme.

3. Culturalmente, o que mais surpreendeu você no país de destino?
Não imaginava que o Brasil fosse um país com um povo tão heterogêneo. Do norte ao sul, as pessoas são diferentes em cada estado e isso me surpreendeu bastante. Outra coisa legal é poder encontrar pessoas de todos os continentes em São Paulo. A cidade concentra culturas do mundo inteiro, então você se sente em casa.

HERMES AFFONSO

Hermes na estação de esqui de Purgatory, no Colorado.

Idade: 24 anos

Cidade e país de destino: Colorado, Estados Unidos

Começou o intercâmbio em: janeiro de 2016

Data de retorno ao seu país: abril de 2016

Curso que faz na FAAP: Economia

Curso que fez no intercâmbio: Economia, na Fort Lewis College, no Colorado

1. Como o intercâmbio complementa o seu curso?
Estudar Economia nos Estados Unidos serviu para que eu aprendesse um ponto de vista diferente. No Brasil, nós vemos o mundo sob o ponto de vista de um país em desenvolvimento, enquanto eles têm a ótica de um país desenvolvido. Umas das coisas que mais me despertou interesse em estudar lá foi o fato de o país ter conseguido apresentar crescimento econômico pouco depois da crise de 2008. Tinha vontade de aprender como funciona a economia deles.

2. Você recomendaria o programa de intercâmbio da FAAP aos seus amigos?
Sem dúvida! A experiência de estudar em uma faculdade no exterior é muito diferente da de fazer apenas um curso de idiomas em outro país. Já participei dos dois tipos de programa e a vivência do intercâmbio, frequentando uma faculdade, te dá a oportunidade de conhecer profundamente a cultura local. O enriquecimento pessoal é enorme.

3. Culturalmente, o que mais surpreendeu você no país de destino?
A primeira coisa foi ver que eles praticam muitas atividades físicas, principalmente ao ar livre, mesmo sob um inverno rigoroso. Aqui, se esfria um pouco, a gente nem sai de casa. Outro hábito diferente é que o jantar acontece muito cedo. Adotei isso na minha rotina no Brasil e percebi que influenciou positivamente na minha saúde, emagreci e hoje durmo melhor.

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO
A FAAP tem convênio com mais de 380 instituições de ensino pelo mundo. São 50 destinos, entre eles: Alemanha, França, EUA, China e Japão. A cada ano, a Fundação envia e recebe alunos interessados em ter experiência de aprendizado internacional.

SAIBA MAIS: faap.br/internacionalizacao