Há 23 anos, a FAAP recebia George H. W. Bush, que havia acabado de terminar seu mandato na presidência dos Estados Unidos. Hospedado na Fundação por três dias, o político conversou com os alunos e até jogou golfe com os professores

O ano era 1993. A convite da FAAP, George H. W. Bush chegava ao Brasil para uma série de encontros e palestras com autoridades e acadêmicos. Esses eventos são lembrados com ânimo pelo diretor do Colégio FAAP, Henrique Vailati Neto, na época vice-diretor da Faculdade de Administração. Ele participou de todas as atividades que envolveram a visita de Bush: entre elas, duas palestras e um jantar com a comunidade acadêmica. “Bush tinha acabado de invadir o Iraque na Tempestade do Deserto, e veio com um pesado esquema de segurança, que impediu carros de estacionarem no quarteirão da FAAP e coisas do gênero”, lembra o professor Henrique.

Na visita ao Brasil, o ex-presidente americano trouxe consigo um de seus filhos, o empresário e também político Jeb Bush, hoje pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos. Os dois ficaram por três dias hospedados na casa sede da Diretoria Mantenedora da FAAP. “Foi a primeira vez na história que um presidente americano, recém-terminado seu mandato, veio ao país para falar em uma universidade – e ainda por cima se hospedar nela.”

As duas palestras tiveram lotação máxima e um episódio em particular marcou a memória do professor Henrique. “Um dos alunos que não conseguiu entrar na palestra deu de cara com o ex-presidente Bush, que resolveu ir a pé da faculdade até a casa da Mantenedora, onde estava instalado. Ele presenteou o aluno com seu prendedor de gravata com o brasão da Casa Branca. O estudante ostentou por dias o presente”, revela.

Também foram distribuídos pelo Diretório Acadêmico de Administração dezenas de bonés da FAAP, assinados por Bush depois de uma partida de golfe entre ele e professores da Fundação. “Gosto de pensar que ainda existem alguns deles guardados com carinho por antigos alunos”, diz.

“Foi a primeira vez na história que um presidente americano, recém-terminado seu mandato, veio ao país para falar em uma universidade – e ainda por cima se hospedar nela”

Professor Henrique Vailati Neto