Baixista do Forgotten Boys, Zé Mazzei também dá as caras como apresentador da Rádio FAAP

O músico Zé Mazzei, 33 anos, se formou em Rádio e TV pela FAAP em 2007. Mesmo assim, toda semana ele aparece no campus da Fundação. Isto porque, há dois anos, aceitou o convite de um ex-professor para comandar o programa Cotonete, na Rádio FAAP. “Durante a faculdade, sempre gostei de apresentar os projetos que fazíamos. Nunca tive vergonha de aparecer”, lembra. A experiência como baixista do Forgotten Boys, uma das bandas mais importantes da cena underground brasileira, também ajudou. “A ideia do Cotonete é entrevistar músicos independentes, que estão dando seus primeiros passos na carreira, como Ted Marengos e Café Cancun”, explica. Mazzei está prestes a lançar um CD novo com o Forgotten Boys, mas sempre acha uma brecha na agenda para as gravações do Cotonete. “Não sou oficialmente um radialista, mas me divirto muito neste trabalho.”

Mesa de trabalho

01_Microfone
“Da marca Shure, tem padrão de estúdio profissional. Sem ele, nada do que falo chega até os ouvintes.”

02_Roteiro
“Serve como um guia, para eu não me perder. É muito fácil eu entrar em uma conversa sobre música e não parar mais.”

03_Celular
“Eu costumo usá-lo como cronômetro. O controle do tempo, em um programa de rádio, é bem importante.”

04_Computador
“Gosto de trabalhar com o roteiro impresso, mas mantenho um outro na tela, para não vazar no microfone o barulho de troca de páginas.”

05_Fone
“Fico sempre em contato com o técnico de som. Ele me avisa quando chamar o próximo bloco e outros detalhes.”

+ cotonete

O programa tem episódios inéditos quinzenalmente, às quintas-feiras. Ele é reprisado dia sim, dia não, às 14h30, na Rádio FAAP. Acesse: www.radiofaap.com.br