Há 13 anos a FAAP recebeu Elena Gagarina, diretora do Museu do Kremlin e filha do primeiro astronauta a ir ao espaço, Yuri Gagarin. Ela veio para abrir uma das exposições mais importantes que o MAB já recebeu, sobre a riqueza dos czares russos

Herança dos Czares – Obras dos Museus do Kremlin de Moscou foi uma das principais mostras já realizadas no Museu de Arte Brasileira da FAAP, com mais de 180 mil visitantes. Organizada em 2005, trouxe a São Paulo algumas peças até então nunca exibidas fora do território russo. Com ela, veio também Elena Gagarina, diretora-geral do Museu do Kremlin e filha de Yuri Gagarin, o primeiro astronauta a viajar pelo espaço. “Quem pode nos contar melhor a história do que os próprios objetos que são parte dela?”, perguntava Elena em um dos textos de abertura do catálogo da exposição. Um desses objetos foi o ovo de Páscoa com globo, encomendado a Fabergé pelo czar Nicolau II, que o ofereceu à czarina Alexandra Feodorovna em 1913. A joia também comemorava o tricentenário do reinado da família Romanov.

“As peças exibidas foram escolhidas a partir da principal coleção do Museu do Kremlin e o ovo Fabergé é um dos destaques do nosso acervo exposto na Armaria, um dos espaços que compõem o complexo do Museu do Kremlin”, conta Ekaterina Karavaeva, head do Departamento Internacional e Exibições do Museu do Kremlin e filha de Elena.

A professora de História da Arte da FAAP, Maria Izabel Branco Ribeiro, diretora do MAB na época, lembra que a mostra inicial que viria à escola já havia sido exposta em outro museu paulistano e, em poucos dias, a direção da instituição russa propôs outro projeto, totalmente diferente. “Essa passagem fez com que a exposição que veio para nós fosse ainda mais especial”, conta.

Herança dos Czares foi uma das mais importantes mostras que o museu já fez, ao lado de outras como A Arte no Egito no tempo dos faraós e A China sob os olhares brasileiros. E Elena veio representar o Kremlin, o que foi muito importante para nós

Fernanda Celidonio, atual diretora do MAB-FAAP