coordenadora do departamento de Gestão de Carreiras da FAAP escreve sobre a importância de desacelerar

Não há tempo a perder, porém se não houver uma pausa para desaceleração da mente, em algum momento da vida ela pode te parar física ou até emocionalmente.

Situações como: jornadas exaustivas, imposição de metas irreais, falta de reconhecimento e autonomia estão em partes ligadas ao desenvolvimento de transtornos mentais graves como depressão e ansiedade – em 2016, no Brasil, 75 mil pessoas foram afastadas de seus postos.

A tecnologia proporcionou acesso rápido a todo tipo de informação, facilitou o contato entre pessoas e acelerou os processos de tomada de decisão, contribuindo também para o aumento da pressão, afinal o dia de trabalho passou a ter muito mais do que oito horas!

Empresas preocupadas com o desempenho de seus funcionários começaram a oferecer salas de descanso e meditação, porém se essas práticas ainda não chegaram até seu trabalho, tire um tempo a sós para meditar em bons pensamentos e invista em você.

SIMONE TAVIT é coordenadora do departamento de Gestão de Carreiras da FAAP