A receita da pesquisa científica

Quando diante de um problema ou uma questão que deseja resolver, o ser humano tende a buscar o que está causando determinada situação com o objetivo de alterá-la. Solucionar um problema, portanto, de qualquer proporção, parece exigir uma análise de causa e consequência.

A pesquisa científica – e aqui podem ser incluídos diversos produtos finais, como, os trabalhos de conclusão de curso, dissertações de mestrado, teses de doutorado e artigos científicos – leva o pesquisador a encontrar uma resposta para uma pergunta e assim chegar à solução de um problema. Isso acontece todos os dias com pessoas comuns, não necessariamente no âmbito de seus trabalhos acadêmicos, mas no pesquisar cotidiano.

Por exemplo, se você se interessa por receitas culinárias e ouve falar em um diferente processo de fermentação de pães, vai querer saber mais a respeito. Você vai à biblioteca ou faz uma busca online, procura por informações sobre esse processo químico e anota no seu caderno de receitas.

A importância de um trabalho de conclusão de curso vai além da resolução de um enigma ou de descobrir algo novo. Contribui para o conhecimento humano de forma geral. Também existem ganhos práticos para aquele que desenvolve o trabalho. O aluno irá adquirir mais autonomia na medida em que as técnicas de pesquisa e de redação forem sendo aprimoradas para poder coletar informações, organizá-las de modo coerente e apresentá-las de maneira confiável e convincente.

Como nem tudo são flores no percurso da pesquisa científica, você precisa antes de mais nada compreender as etapas do método científico (acesse aqui para ver quais são as etapas) 1 , assim como para se fazer um pão é preciso seguir os passos da receita. Concentre-se nas etapas e as chances de você conseguir responder à sua pergunta de pesquisa serão elevadas.

E, por fim, confie que para além das estruturas, processos de pesquisa e prazos, o esforço intelectual e criativo lhe dará a oportunidade de aprimoramento pessoal e fará com que você vença alguns dos seus maiores desafios: o medo de começar a escrever, o exercício da paciência e a humildade de experimentar, falhar e recomeçar.

Mayara Ferrari Longuini é professora de Direito