TCC de Rádio e TV promove união de alunos de todos os cursos com game show, snapchat e eventos nos diretórios acadêmicos

Uma das propostas dos trabalhos de conclusão de curso de Rádio e TV é elaborar uma programação completa para a TV FAAP e, além disso, produzir efetivamente o programa que seria o carro-chefe da grade. “Nossa ideia era aproveitar esta chance de ter visibilidade na TV para tentar solucionar uma questão que todos nós sentíamos: a falta de união entre os alunos de toda a Fundação”, explica Maria Rebesco, uma das integrantes do grupo de 14 alunos do 8o semestre.

Foi com o espírito de promover a interação entre os cursos que nasceu o game show Fritadeira, uma competição entre estudantes de diferentes cursos. No primeiro semestre deste ano, os times de Moda, Publicidade e Propaganda e Engenharia se enfrentaram em provas de pergunta e resposta. No quadro Rebobina, por exemplo, eles passavam o trecho de um filme famoso e os competidores tinham de acertar a fala.  “A FAAP nos ensinou que precisamos aprender sobre os grandes teóricos para entender o mundo. Para o programa, nos aprofundamos nas teorias de (Theodor) Adorno e (Hellmut) Becker, que criticam o entretenimento vazio, e vimos que é necessário preencher a programação com conteúdo”, explica Dafna Pondé, outra integrante.

Mais de cem alunos acompanharam as transmissões ao vivo do Fritadeira. O grupo acredita que o sucesso é fruto do trabalho de divulgação que eles fizeram pelo campus. Uma das ações foi o Bike Café, que toda quarta-feira leva a bebida de graça a um Diretório Acadêmico diferente. “O aluno de Engenharia passa a frequentar o D.A. de Direito, o estudante de Comunicação conhece o D.A. de Economia e assim por diante”, explica César Quaresma. Além disso, criaram o perfil Somos Todos FAAP, no Snapchat, que a cada vídeo traz uma curiosidade sobre a FAAP e tem mais de 450 visualizações.

O aluno Cesar Quaresma interpreta um índio em um dos vídeos de curiosidade no Snapchat

Para os orientadores – os professores Dan La Laina Sene e Edson Gardin –, o trabalho em equipe foi um dos pontos altos do projeto. “Quando você junta muita gente, a liberdade de criação é menor, limita-se a criatividade. Mas eles souberam se dividir bem e trabalharam muito”, diz Sene. Gardin completa: “Este formato se assemelha ao que os estudantes vão encontrar nas emissoras. Assim eles saem daqui capacitados para o mercado”.

Até o final de 2016, o TCC será concluído. Mas os alunos esperam deixar um legado para a FAAP. “Alunos mais novos já entraram em contato para manter a conta no Snapchat e a gente crê que o Fritadeira possa entrar como um dos eventos de recepção do trote. Quem sabe não dá certo?”, finaliza Maria Carolina Pagan.

 

A Coxinha, mascote do programa, circulando pelo campus