Com um tcc premiado no currículo, Ana Luisa Fernandes teve o incentivo que faltava para abrir a própria marca

“Encarei o projeto de TCC como um manifesto para provar a relevância da minha profissão para mim mesma.” É assim que a ex-aluna formada em Moda, Ana Luisa Fernandes, define a escolha do tema de seu trabalho: a coleção Tela, inspirada na arteterapia e na atuação da renomada psiquiatra brasileira Nise da Silveira. “Ela foi uma mulher revolucionária, que transformou o tratamento das doenças mentais no Brasil. Pesquisei muito a fundo a sua história, além das teorias de Freud, Jung. Foi um processo bem intenso”, explica.

No palco, Ana Luisa com o troféu do concurso World University Student Fashion Design Competition Qingdao, na China

Para produzir as roupas, Ana Luisa usou métodos utilizados na arteterapia, como o tear e a cerâmica – esta última para produzir brincos. Usando desenhos, ela também criou formas abstratas, ditas inconscientes, que definiram as silhuetas da coleção, e fez questão de trabalhar com tecidos biodegradáveis e reciclados. “Tomei conhecimento que dava para fazer moda de um jeito diferente, e de maneira viável, depois de assistir a uma palestra da especialista em tingimentos naturais Leca de Oliveira, na FAAP”, diz.

Em 2018, Ana Luisa recebeu um convite da Fundação para representar a faculdade em um concurso de moda para estudantes na China, o World University Student Fashion Design Competition Qingdao. E foi uma das vencedoras. “A FAAP era a única escola brasileira da competição. Ver que pessoas do outro lado do mundo estavam me dando um prêmio me encorajou muito e me ajudou a ver que eu estava no caminho certo”, lembra ela, que teve a chance de desfilar a sua coleção no Zhanqiao Pier, um dos cartões-postais da cidade.

Peça da coleção Tela, criada como projeto de TCC

Aos 24 anos, ela toca a sua própria marca, a Aluf, que continua seguindo premissas estabelecidas no seu TCC, como a preocupação com a sustentabilidade e a criação de peças autorais. “Por ter me dedicado tanto ao longo do processo do projeto, da fotografia ao desenho técnico, me senti preparada para atuar em diferentes frentes na marca”, diz.