Aluno de Relações Internacionais, Danilo Tapia aplica o que aprendeu nas aulas de negociação no seu estágio em uma multinacional

Danilo Araya Tapia cursava o oitavo semestre de Relações Internacionais quando decidiu deixar de lado o trabalho como tradutor de espanhol autônomo e procurar um estágio. Passou pelo processo seletivo da RR Donnelley Editora, empresa multinacional de serviços gráficos, e, depois de várias dinâmicas e entrevistas, foi escolhido.  “O problema é que eu me formaria em seis meses e o estágio teria de ser cumprido em um ano”, lembra. Para poder garantir a vaga, Danilo resolveu atrasar a entrega da sua monografia em um semestre na faculdade. “Vi aquela oportunidade como o momento de investir da minha carreira.” Trabalhando na empresa desde abril, ele celebra a decisão. “Tive um grande treinamento sobre como tudo funciona – desde tipos do papel até quais máquinas são usadas – e existe grande chance de efetivação”, conta. Aos 23 anos, ele trabalha na área comercial da empresa e diz se lembrar da disciplina de negociação na hora de lidar com os clientes. “Na aula, a gente aprendia como é importante analisar o outro e saber o jeito certo de abordá-lo. E isso me ajuda muito quando tenho de vender uma ideia para um possível comprador”, diz. Por causa da sua função, Danilo perdeu a timidez, ganhou autonomia e descobriu seu lado comunicativo. Hoje, ele pensa até em fazer uma pós-graduação em jornalismo. “O curso de R.I. da FAAP é completo e te deixa com muitas possibilidades de atuação: direito, administração, economia, política e, também, jornalismo. Quem sabe um dia me torno correspondente internacional?” Mas, por enquanto, ele torce mesmo para ser contratado. “Ainda tenho muito o que aprender e quero contribuir para a empresa se tornar cada dia melhor”, finaliza.

SAIBA MAIS SOBRE O SETOR DE CARREIRAS DA FAAP

Desde 2001, o Departamento de Gestão de Carreiras oferece mais de 8 mil vagas por ano entre estágios e empregos. Acesse: www.faap.br/carreiras