Há sete anos, a FAAP recebeu o então primeiro - ministro britânico Gordon Brown para um seminário histórico que antecedeu reunião de cúpula do g20

O ano era 2009 e a conjuntura econômica brasileira constituía-se numa vitrine notória para o resto do mundo. O país vivia o segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e estava no centro de relevantes discussões políticas. Uma delas tratava dos encontros do G20, grupo que reúne as maiores economias mundiais e do qual o Brasil faz parte. Em 26 de março, Gordon Brown, na época primeiro – ministro do Reino Unido, chegou à FAAP para o Seminário Brasil e a Cúpula de Londres: Caminhos para a Recuperação da Economia Global, que marcou a história da Instituição.

A visita de Brown fazia parte da preparação para a segunda reunião de Cúpula dos Líderes do G20, que aconteceria logo depois em Londres – a primeira foi realizada em Washington, um ano antes. “Este segundo encontro acabou se convertendo no principal realizado pelo grupo”, explica o embaixador Rubens Ricupero, diretor do curso de Economia da FAAP. “O primeiro-ministro britânico visitou o Brasil com a intenção de alcançar a melhor preparação para essa reunião. Na ocasião, ele também esteve com Lula em Brasília e ambos assinaram um documento afirmando a convergência dos dois países em relação aos temas da agenda internacional”, relembra Ricupero, que foi um dos palestrantes do evento, ao lado do também embaixador Sergio Amaral, diretor do Centro de Estudos Americanos da FAAP e um dos responsáveis pela vinda de Brown à Fundação.

Foi como se tivéssemos boa parte do governo britânico funcionando no campus e interagindo com representantes do governo brasileiro e dos mais variados setores da nossa sociedade, Embaixador Rubens Ricupero, diretor do curso de Economia

O seminário rendeu plateia lotada – mais de 500 pessoas – e repercussão internacional.Estavam no Teatro FAAP ministros ingleses, como Peter Mandelson, autoridades internacionais, como o economista inglês John Williamson, imprensa de todo o mundo, além dos alunos da instituição. Os assuntos abordados seguiram a pauta aguardada para a reunião do G20 em Londres: negociações comerciais na Organização Mundial do Comércio (OMC), protecionismo, combate à fome e à pobreza e até aquecimento global. A visita de Brown não se resumiu ao seminário – ela se estendeu em um almoço no Museu de Arte Brasileira da FAAP. “Durante aquele dia foi como se tivéssemos boa parte do governo britânico funcionando no campus e interagindo com representantes do governo brasileiro e dos mais variados setores da nossa sociedade”, conta Ricupero. E o embaixador Sergio Amaral complementa: “Gordon Brown foi um dos mais solenes convidados que já tivemos. Foi uma experiência memorável para os alunos”.