Conheça o projeto que levou a oito cidades do estado de São Paulo, em 2004, o sonho do acesso a leitura, informação e lazer

Através do projeto Fome de Saber, a FAAP se comprometeu, junto à Secretaria de Estado da Cultura, a montar bibliotecas nas pequenas cidades de Redenção da Serra, Ribeirão Corrente, Jeriquara, Neves Paulista, Altair, Guaraci e Nova Independência, todas no interior do Estado de São Paulo.

Enquanto uma equipe com arquitetos, bibliotecários e técnicos em informática viajava para os locais para identificar as necessidades de cada destino, na capital paulista foi promovida uma grande campanha de arrecadação de livros dentro do campus da FAAP e em quatro shoppings, além de uma gincana de doação entre professores, funcionários e alunos. Os estudantes, por sua vez, se envolveram tanto na iniciativa que organizaram ainda um grande evento beneficente, cuja renda arrecadada permitiu a inauguração de mais uma biblioteca: a oitava do projeto. Desta vez na cidade de Jaci.

Hoje, os frutos do Fome de Saber ainda são colhidos, como em Ribeirão Corrente, onde a biblioteca não parou de crescer – já são 4.500 livros no acervo – e ainda ganhou um centro de acesso grátis à internet.

A Biblioteca Municipal de Ribeirão Corrente foi a primeira biblioteca da cidade fundada fora das escolas. Se você quisesse ter acesso a um livro, você tinha que ir a um colégio e solicitar um empréstimo. A inauguração desse espaço, que funciona nos três períodos, democratizou o acesso da população à cultura – Sandro Ribeiro, diretor de Cultura Esporte e Turismo de Ribeirão Corrente

Sem dúvida, esse foi um projeto inesquecível, em que todos os envolvidos se entregaram de corpo e alma. Desenvolvemos um sistema de informática fácil e simples para ajudar em toda a gestão das bibliotecas: desde o empréstimo e devolução dos livros até o cadastramento do acervo. Depois de desenvolver o software, fizemos também a implantação dele nas oito cidades beneficiadas. Tudo isso fez com que ele se tornasse um projeto muito especial para nós – Paulo Klein, gerente de informática da FAAP

O PROJETO EM NÚMEROS
• 40 mil pessoas foram beneficiadas pelo projeto
• 30 mil livros foram doados, aproximadamente, além de móveis, computadores, impressoras e aparelhos de ar-condicionado
• 50 funcionários da FAAP estiveram envolvidos diretamente no projeto, além dos auxiliares de cada cidade contemplada pelo Fome de Saber
• 240 trabalhadores foram contratados para as obras