Parceria com a TV Vogue proporciona aos alunos dos cursos de Moda e de Rádio e TV a oportunidade de ter contato com o mercado de trabalho sem sair da FAAP

Ter acesso aos últimos lançamentos e tendências das principais marcas de roupas, sapatos e acessórios do mundo. Colocar a mão na massa na hora de montar, escolher e ajustar os looks. E mais, tudo isso com a curadoria de Barbara Migliori, diretora de moda da Vogue Brasil, revista considerada um ícone mundial no meio fashion. A descrição acima poderia muito bem ser o enredo dos sonhos de muitos aspirantes a estilistas, mas é realidade dentro do curso de Design de Moda da FAAP.

A parceria, firmada em dezembro de 2015, foi iniciativa da professora Marianna Dal Canton, uma das idealizadoras do concurso FAAP Moda, que propôs à equipe da Vogue que o programa Dicas Bárbaras, exibido na TV Vogue no site e no canal do YouTube da revista, passasse a ser filmado no campus da Fundação. “Além de servir como locação, as gravações também seriam acompanhadas por alunos, o que proporcionaria uma imersão no dia a dia da profissão”, explica Marianna.

Os alunos da FAAP são muito completos. Todos que trabalharam com a gente foram extremamente competentes. Sem contar a oportunidade de poder ver pessoas novas entrando no mercado. É bom vê-los animados – Fabiana Leite, stylist e produtora de moda da Vogue

A cada edição, dois dos melhores estudantes da disciplina Edição e Produção de Moda desempenham a função de assistentes de produção – e, para a maioria, é a primeira oportunidade de poder explorar, ainda durante a faculdade, uma das muitas vertentes que existem dentro da carreira. Ao contrário do que muitos pensam, as atuações dentro da área fashion não ficam restritas às passarelas do mundo afora. Há um leque versátil, que vai desde a criação dos looks até a produção de ensaio de moda, figurino, modelista e personal stylist.

E assim como acontece com a criação – aquela em que os profissionais efetivamente se debruçam sobre os croquis e criam os modelitos que mais tarde desfilarão nas passarelas –, a produção de moda é uma das áreas mais cobiçadas da profissão. São muitos os que se imaginam passando o dia dentro de um estúdio, definindo o modelo que irá estampar o ensaio na capa da revista, no melhor estilo O diabo veste Prada, aclamado filme sobre a rotina das publicações de moda.

NA REAL

Na prática, a profissão é muito mais trabalhosa e menos glamorosa do que parece. O produtor de moda é quem recebe o briefing e vai para as ruas atrás das melhores roupas, cores e cortes para aquele trabalho. Um detalhe importante é o cuidado com as peças, que são devolvidas depois da produção. “É um mercado muito pequeno e devolver alguma com problema pode queimar o seu nome”, explica Fabiana Leite, stylist e produtora de moda da Vogue. Mais uma responsabilidade para os alunos, que, durante as gravações, têm os mais de 50 itens sob os seus cuidados.

No dia da gravação, logo cedo as duas produtoras da Vogue chegam com várias malas, com os mais diversos tipos de roupas, sapatos e acessórios que foram garimpados dias antes. No papel de assistente de produção, eles têm de passar com steamer as peças e deixar tudo pronto para a apresentadora escolher quais delas serão usadas no programa. Eles também ajudam na definição dos acessórios e na distribuição mais equilibrada das marcas que vão aparecer em cada vídeo. “É uma maneira de conhecer melhor a área. Tem gente que quer muito fazer produção durante o curso, mas, muitas vezes, a realidade não é bem aquilo que pensava. Saber isso antes de se formar é  muito importante”, explica Marianna.

Em um dia de filmagem, são gravados quatro programas, que têm periodicidade semanal. Por isso mesmo, o ritmo de gravações e de trabalho são intensos. Mas a dedicação vale a pena. Para Maria Vitória Negrão, aluna do 4o semestre do curso de Moda, o mais legal é que os alunos são tratados como verdadeiros profissionais. “Pude acompanhar de perto todo o processo de gravação e ter contato com pessoas de outras áreas, como da maquiagem, por exemplo”, conta.

Além de investir no seu portfólio – já que o nome de todos os alunos aparecem nos créditos do programa –, ela acredita que levará o aprendizado para a área que quer seguir: a de personal stylist, aquele profissional contratado para escolher os looks que a pessoa deve vestir. “Conheci de perto muitas marcas com as quais não tinha contato, tanto de roupas como de acessórios, e aprendi a fazer mudanças nas peças. No dia em que gravei, uma camisa virou saia e uma saia virou top”, lembra. Maria Vitória, inclusive, foi indicada pela equipe da Vogue para participar de um processo seletivo de estágio na Gucci. “Na mesma semana o pessoal da marca tinha nos perguntado se conhecíamos alguém. Como tivemos a oportunidade de trabalhar com a Maria Vitória, sugerimos o nome dela sem medo”, conta Fabiana. 

Bastidores das gravações do programa Dicas Bárbaras, da TV Vogue, nos estúdios da FAAP

MÃO DUPLA

Durante as gravações, os alunos também aprendem vários macetes do mercado, como colocar fita-crepe na sola dos sapatos para não sujar o piso branco dos estúdios – e para não gastar a sola dos sapatos, que muitas vezes precisam voltar para as lojas. “Nunca tinha pensado nisso. A partir da minha participação no programa, comecei a usar esse truque todas as vezes que precisei usar o estúdio da FAAP durante as aulas”, diz Beatriz Arregalo, aluna do 8o semestre. Isabella Rossini, do 7o semestre, também levou para o seu curso o que aprendeu nessa experiência de produtora. “Dá para aplicar várias coisas que aprendi durante as gravações em trabalhos da faculdade também, como escolher roupas para um editorial de moda e fazer uma boa luz. Tudo isso consegui usar principalmente nas aulas de fotografia”, diz.

O resultado da parceria foi tão positivo que se estendeu também para o curso de Rádio e TV, que pode se envolver com a parte técnica das filmagens. “Ajudei a montar cenário e a fazer a captação de áudio do programa. Tinha um sonho de trabalhar com revista e tive a oportunidade de fazer isso ainda na faculdade”, diz Marcela Ghizzi, que já se formou. “Foi ótimo!”

E não são apenas os alunos que saem satisfeitos dessa experiência. A equipe da revista Vogue também. “Os alunos da FAAP são muito completos. Todos que trabalharam com a gente foram extremamente competentes. Sem contar a oportunidade de poder ver pessoas novas entrando no mercado. É bom vê-los animados”, finaliza Fabiana.