É recorrente o sentimento de angústia e ansiedade dos alunos da graduação diante de tantas incertezas sobre futuro profissional, para onde querem ir ou como chegar lá. A desordem no planejamento em suas trajetórias de vida pode acarretar em diversas trocas e, até mesmo, na desistência do curso. Projetar a vida é fundamental para desenhar a jornada que se deseja trilhar com mais qualidade e felicidade. Para criar um bom projeto de vida é necessário se basear em descobertas internas, a partir do autoconhecimento, e com propósitos. Como dizia o filósofo Sócrates: “Conhece-te a ti mesmo”.

A partir do autoconhecimento encontramos sentido na existência, seguindo na busca por uma vida melhor e feliz. Segundo a filosofia japonesa do Ikigai (razão de ser), todos nós possuímos uma razão para nos levantarmos todas as manhãs e a carregamos dentro de nós. Sendo assim, se faz necessário uma investigação interna para desvendarmos o nosso verdadeiro propósito. Para encontrar o Ikigai é necessário refletir sobre questões como: “O que você ama; do que o mundo precisa; aquilo pelo que podem te pagar; aquilo que é bom em você”. Uma vez compreendido seu propósito, estabelece-se melhor o norte para onde desejamos caminhar e, então, temos base para realizarmos um bom projeto de vida.

Os designers e professores da Universidade de Stanford, Bill Burnett e Dave Evans, perceberam a dificuldade dos alunos da graduação (e até mesmo entre os profissionais já inseridos no mercado) em escolher e empreender em uma carreira pessoalmente satisfatória e comercialmente viável. Com base nisso, Bill e Dave criaram um programa chamado “Designing Your Life” (). Trata-se de um disputado curso eletivo que orienta projetos de construção de carreira e vida por meio da metodologia do Design Thinking, ou melhor, pelo pensamento do design. Os princípios da metodologia do design facilitam a formação de pensamentos inovadores para resolução de problemas e construção de mundos possíveis. Dessa maneira, os alunos de Stanford aprendem a projetar com os designers para criar suas próprias vidas criativa e produtivamente.

Os professores acreditam que uma vida realizada e alegre ocorre se a projetarmos de forma que funcione bem para nós mesmos. Em síntese, para ter uma vida bem vivida precisamos projetá-la, pois, se não assumirmos a direção de nossas vidas, as ocorrências externas nos encaminharão e acabaremos nos servindo de propósitos alheios.