Uma das principais tendências discutidas no campo da educação nos últimos anos é o Lifelearning, ou Educação Continuada. A perspectiva de continuidade na formação consiste no processo de qualificação constante tanto na esfera pessoal quanto acadêmica e profissional. A demanda pela educação continuada não está restrita ao mercado de trabalho, pois está inserida no conjunto mais amplo de recentes transformações na sociedade.

Uma das perspectivas que devem ser compreendidas no âmbito da educação continuada é o envelhecimento da população. Em diversos países, esta tendência está relacionada à melhoria de fatores socioculturais, ao aumento da expectativa de vida e à queda nas taxas de natalidade. Neste contexto, surgem novas necessidades educacionais para este grupo emergente – indivíduos socioeconomicamente ativos, presentes no mercado de trabalho e em plena atividade no mercado consumidor. Neste sentido, é fundamental que as práticas de ensino acompanhem este movimento, promovendo desde ações educacionais focadas na alfabetização tardia, na inclusão digital e que atinjam o nível de formação ou atualização profissional.

Para saber mais, acesse http://uil.unesco.org/unesco-institute