Ao longo dos últimos anos diversos setores da economia sofreram com mudanças nos hábitos dos consumidores. Estes, guiados por uma geração que nasceu em meio a uma realidade permeada por novas tecnologias, estão mudando as formas e o conteúdo do que é consumido em alguns segmentos, como por exemplo o de mídia e entretenimento, o qual possui projeções de crescimento de 30% até 2022 no Brasil, segundo dados da pesquisa “Global Entertainment and Media Outlook 2018-202” feita pela consultoria Pricewaterhouse Coopers

É neste cenário que o segmento dos Games vem ganhando novos contornos, sendo abordado como um mercado relevante no mundo de negócios. Ou seja, diferentemente de como eram vistos no passado, os antigos jogos de criança se tornaram um negócio lucrativo para diversas empresas, que enxergam oportunidades comerciais em atividades que vão desde a criação e comercialização dos jogos até em competições que envolvem os mesmos.

Dados de 2018 da agência global de marketing Newzoo ilustram tal realidade. Segundo ela, em 2018 o mercado de eSports arrecadou 906 milhões de dólares com direitos de mídia, publicidade, patrocínios, ingressos, mercadorias. As projeções para 2019 apontam um novo crescimento de pelo menos 15%, com novas oportunidades de negócios advindas, principalmente, da potencialização do mercado mobile, do surgimento de personalidades do segmento e do aumento dos eventos.

Para saber mais deste tema e as tendências de 2019 para o setor leia: https://newzoo.com/insights/articles/newzoos-trends-to-watch-in-2019/.

Bruno Alvarez, Núcleo Interdisciplinar de Professores