Da ideia ao desenho final, a diretora de produção Flávia Luz coordena o passo a passo das animações feitas na Boutique Filmes

Quem liga a televisão no canal Gloob e assiste a um episódio de SOS Fada Manu não imagina a quantidade de profissionais envolvidos na produção do desenho. São mais de 60 pessoas trabalhando, do estúdio de animação a dublagem, em um processo que chega a passar por 120 etapas. “É muita gente”, diz Flávia Luz, 29 anos, diretora de produção da Boutique Filmes, produtora responsável pela atração.

Há um ano no cargo, ela cuida para que todas as áreas se entendam. Cronograma, orçamento, contratação de equipe e o contato com os canais parceiros estão sob sua gestão. “Preciso garantir o bem-estar do projeto para que os artistas se dediquem 100% à parte criativa, sem outras preocupações”, explica.

“Diferente de um live-action (trabalhos com atores reais), a animação é uma criação que vem do zero, todos os passos são planejados”, detalha Flávia, que antes de chegar à Boutique exerceu a mesma função na produtora Birdo e por três anos foi assistente pessoal do cineasta e roteirista Cao Hamburger.

Formada em Publicidade e Propaganda e natural de Leme, cidade do interior paulista, ela se mudou para um apartamento em São Paulo a um quarteirão da FAAP, o que ajudou a ampliar seu networking. Isso fez com que estivesse sempre no campus e assistisse a todas as palestras e cursos.

Além disso, passou meses em Londres, na London Metropolitan University, fazendo um intercâmbio promovido pela FAAP. “Uso muito o conhecimento que adquiri no curso sobre análise da imagem, simbologia por trás do consumo de conteúdo e a necessidade de ouvir histórias”, conta.

Atualmente tocando a produção de Papaya Bull, atração prevista para ir ao ar no final de 2017, e a terceira temporada de SOS Fada Manu, que concorre ao prêmio de melhor animação pelo Emmy Internacional Kids deste ano, Flávia mostra quais objetos a auxiliam no dia a dia.

Mesa de trabalho

01_Cronograma
“Nele estão os 26 episódios. Quando um fica pronto, colocamos um post-it verde e comemoramos. É mais um efeito moral.”

02_Pôsteres
“No dia a dia da produção, a gente fica distante do produto. Eles lembram o que a gente está mirando.”

03_Mascotes olímpicos
“Um dos trabalhos mais desafiadores que já fiz. Fui chefe de atendimento da etapa de criação dos bonecos, ainda na Birdo.”

04_Laptop
“Tudo está nele, planilha de orçamento, de produção, cronograma. Trabalhamos com pouquíssimo papel, até os contratos são digitais.”

05_Boneco
“Tem utilidade para quem desenha, para entender as proporções do corpo. Por pouco não fui para as Artes”

06_Caderno
“Funciono visualmente. Gosto de usá-lo para explicar as coisas para a equipe. Dividir o raciocínio é a forma com a qual me sinto mais à vontade.”