Em se tratando de uma nação bastante obcecada pela igualdade, os homens vão se dando conta de que começam a ter menos direitos que as mulheres

Publicado em 2015, o livro Men on Strike: Why Men Are Boycotting Marriage, Fatherhood, and The American Dream – and Why it Matters, da americana Helen Smith, é interessante para conhecer algo que começa a ser percebido nos Estados Unidos. Em se tratando de uma nação bastante obcecada pela igualdade, os homens vão se dando conta de que começam a ter menos direitos que as mulheres nas universidades, no sistema previdenciário e de saúde, bem como no casamento, especialmente com filhos. Apresentando uma dose incomum de dados, a autora crava um conceito que raramente ouvimos por aqui: misandria, ou seja, a aversão ou desprezo em relação ao sexo masculino. Trata-se de uma obra interessante para todos aqueles que querem conhecer e discutir esse tema para além dos dogmatismos e da armadura do politicamente correto, que normalmente impõem um único modo de ver ou pensar sobre um assunto, principalmente aqueles mais dependentes de uma visão ideológica.

Fernando Amed é professor do curso de Comunicação e Marketing