Em um momento em que a democracia enfrenta uma crise de legitimidade e representatividade, seria mais saudável substituir o discurso polarizado por um debate colaborativo

Nos últimos meses, muito se falou em polarização política, fenômeno percebido principalmente no ambiente das redes sociais, onde a intolerância e a falta de pensamento crítico tomaram conta do debate. Nas ruas, até violência física foi manifestada em nome das crenças políticas. Cores, direções e outras classificações inspiradas na história foram e são utilizadas, muitas vezes, de maneira ignorante. É natural que existam opiniões e interesses divergentes no sistema democrático. Entretanto, em um momento em que a democracia enfrenta uma crise de legitimidade e representatividade, seria mais saudável substituir o discurso polarizado por um debate colaborativo, com propostas e utilização de ferramentas jurídicas que permitem a participação efetiva dos cidadãos na política.

Mayara Ferrari Longuini é professora do curso de Direito