A designer de joias aprimorou seu sonho no curso de Desenho Industrial e encontrou na FAAP amigos e parceiros

Quando ingressou na FAAP, em 2001, Anna Beatriz Manrubia acabava de completar 17 anos e tinha um sonho: sair dali como uma joalheira. O curso escolhido foi Desenho Industrial e por causa dele o universo da paulistana se expandiu. “O design redefiniu meu sonho. Entendi a importância da arquitetura e das linhas orgânicas e isso acabou influenciando meu trabalho”, explica.

Aos 22 anos, a designer de joias ficou em segundo lugar na etapa nacional do concurso Pérolas do Tahiti, um dos mais conhecidos no universo da joalheria. Dois anos depois, alcançou a primeira colocação da premiação com a peça Ciranda – que também conquistou o segundo lugar na fase internacional da competição. Hoje, aos 30 anos, Anna se dedica, ao lado do marido e sócio Felipe Scarpa Julião, à Scarpa Manrubia, marca de joias artesanais.

Do curso de Desenho Industrial e de sua passagem pela FAAP, Anna traz muitas lembranças. “Aprendi nas aulas que não há limites para a criação. Me recordo das oficinas, que eu amava.” A designer lembra ainda dos grandes amigos que fez por lá. Juliana Harrison, Bruna Blassioli e Ricardo Calegari fazem parte da sua vida até hoje. “A FAAP é um elo entre nós. Temos a mesma saudade daquele tempo.”

JULIANA HARRISON

FORMADA EM ARQUITETURA PELA FAAP, JULIANA É AMIGA DE ANNA DESDE A FACULDADE E SUA PARCEIRA DE TRABALHO

“Conheci a Anna em 2005, no campus, nos intervalos das aulas, e até hoje somos amigas. Inclusive, trabalhamos juntas em algumas ocasiões. Acabei de desenhar um display para acomodar as joias da Anna. É muito interessante nossa troca profissional. Temos atividades diferentes, mas aprendemos trabalhando uma com a outra.”

FELIPE SCARPA JULIÃO

FORMADO EM ADMINISTRAÇÃO, ELE É SÓCIO E MARIDO DA DESIGNER

“Nós dois fizemos FAAP, mas não foi na faculdade que nos conhecemos. Nosso encontro aconteceu depois, através de amigos em comum. Mas a faculdade foi responsável por moldar nossos valores, facilitando a relação tanto no âmbito profissional quanto no pessoal. A nossa dinâmica no trabalho é superequilibrada. Há dias em que ela faz um pouco o que costumo fazer e vice-versa. Acho que isso ajuda a quebrar a rotina e nos deixa atualizados em relação a todos os assuntos nos quais a empresa está envolvida.”

RICARDO CALEGARI

GERENTE DE CONTAS E PLANEJAMENTO NA UMBIGO DO MUNDO COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA, RICARDO NUNCA PERDEU CONTATO COM A AMIGA COM QUEM DIVIDIU O MESMO CURSO

“Eu e Anna nos conhecemos no curso de Desenho Industrial e nos formamos juntos, em 2005. Senti muito orgulho quando ela começou sua carreira e passou a ganhar prêmios. Me lembro de seu perfeccionismo e de seus desenhos impecáveis. O talento e a paixão por joias criou uma profissional respeitada. Ainda não conseguimos desenvolver um projeto juntos, mas sabemos que é só uma questão de tempo.”

BRUNA BLASSIOLI

HOJE FOTÓGRAFA, ELA ESTUDOU NA MESMA CLASSE DE ANNA NO CURSO DE DESENHO INDUSTRIAL

“Nana [apelido de Anna] é supercompetente, animada e desenha joias incríveis. Eu, como amiga e profissional, fotografei vários de seus trabalhos. Registrei ainda em uma série seu processo criativo, a manufatura das joias. Além disso, tenho – e uso muito – peças desenvolvidas por ela, que são maravilhosas.”